lições de vida que eu aprendo com os gatos

*

As atitudes do gato Misty com relação ao gato Roux muitas vezes me fazem lembrar das atitudes dos humanos. O gatonildão não tolera o gatonildinho, não quer ser amigo dele, não quer ficar perto, não quer dividir o espaço, esnoba o fulaninho, vira as costas pra ele e é visivelmente intolerante. Se o Roux chega perto, ele vai embora, sai do lugar onde estava. O que eu vejo acontecer o tempo todo é o Senhor Misty sempre irritado, se retirando, pra lá e prá cá, deixando o lugar quentinho, correndo e fugindo. E vejo o alegre Roux sempre instalado nos melhores lugares da casa, espalhado, confortável, triunfante e feliz. Perceberam?

  • Share on:
Previous
ainda no mercado
Next
brunch
  • Pois Fer assim é a vida…às vezes por não gostar de alguém ou algo, a gente acaba se recolhendo, evitando lugares, pessoas. E isso é tudo que os indesejados querem, que o terreno fique liberado para que possam se espalhar à vontade. É um comportamento animal acho eu, visível até na vida virtual. É aquela coisa do animal dominante…Agora mudando de assunto, não adianta, acho que o Misty está fadado a continuar um gato solitário e deixar as farras para o gatonildo Roux 🙂 Beijocas.

Deixe uma resposta para Solange Cancelar resposta

o passado não condena