that’s a wrap

*

Pelas fotos reparei que o casal só faz coisas com outros casais. E são todos iguais a eles, brancos e heteros. Não tem solteiro, divorciados, gays, gente de outras raças e cores. É só mais do mesmo, deixando todas as fotos basicamente a mesma coisa. Primeira vez que estou organizando uma reunião no trabalho. O secretário escolheu as datas. marcou pra 31 de outubro, Halloween. Decidi que vamos então fazer um concurso de fantasias na reunião. Já escolhi a minha. Serei um inseto não identificado. No teatro antigo da cidade, vimos três filmes mudos acompanhados por um pianista fazendo a trilha sonora ao vivo. Foi muito divertido! Amo filmes mudos, mas nunca tinha visto um na telona e com piano ao vivo, como era feito na época. Vimos um Chaplin, um Keaton e um Chase. Cortei o café do meu café da manhã. Agora vou ter que chamar essa refeição de desjejum. Levei uma compota de figos pra moça que me deu os figos. Snack natureba na MS––power raisins. Que são apenas passas com sementes, como era antigamente.Agora se tocaram que comer as sementes faz bem. Coloquei o capim santo dentro da french press, deixei na bancada da cozinha do trabalho e fui até o banheiro. Quando voltei, tava um bafafá, todo mundo querendo saber o que era aquele mato ali dentro. Algo tão normal pra mim, uma coisa exótica pra outros. O jornaleco da minha cidade publicou algo sobre o DACA,  fui ler os comentários [burra] e fiquei deprimida com a avalanche de falas ignorantes.  Gente que só vê tevê e lê facebook, não pode mesmo ter senso crítico, nem capacidade de discernimento.  Imagino como seria legal se toda noticia sobre o Dromptrs fosse ilustrada com uma foto bem bonita do Obama! O trancetê dos caminhões carregados com tomates é a visão clássica do final do verão aqui na roça.

  • Share on:
Previous
Dálias Zen
Next
✳︎✳︎✴︎✴︎✴︎✳︎✳︎

deixe um comentário

o passado não condena