drops

*

A Barbara Stanwyck era charmosa, mas a Lana Turner era linda! Gosto de expressar a minha opinião, mas detesto ficar discutindo e argumentando. Direciono o meu dia conforme o clima, nublado, ventania, ensolarado, frio, quente, molhado. Sou indisciplinada, assumo este crime! Levar bronca é a coisa mais broxante que existe. Eu deixo você vencer, tá certo, você tem razão. [pisc!] Não sou fotogênica. Ponto. Reciprocidade – guarde essa palavra na bolsa e use sempre que puder. Depois dos quarenta, assumi o meu lado bicha. Odeio os meus ataques de suores quando está frio. Escrever mil vezes no quadro negro- controlar a impaciência! Nunca consigo comer em festas. Em boca falante não entra comida. Sou fã dos atores coadjuvantes. Decifra-me ou devoro-te.

  • Share on:
Previous
branco
Next
o bolo
  • Nossa… Haja criatividade, hein? Fer, vc é a pessoa mais criativa que eu conheço. A mais original também. Vc consegue manter esse seu blog com posts diários (ou quase, eu acho) todos esses anos, e ter sempre coisas tão intrigantes e instigantes quanto este post aqui.
    Parabéns, lindONA. Criatividade, sensibilidade, honestidade e coragem. Isso não é toda hora que a gente encontra.
    BeijocONAs. ;^)

  • Meg, ADOREI! 😉 e tbm tenho uma coisinha pra voce. Fique de olho, blinblon! 🙂
    Gabby, thanks!
    Gisa, a receita esta no arquivo do Multiply.
    Elisa, este eh o ano da reciprocidade! 🙂
    Ana, tbm bebo moderadamente. nao tem nada mais deselegante que gente bebum em festa [e ainda aqueles que se entopem de vinho e ficam rindo feito bobos com os dentes ROXOS!;-)].
    Beijaooo pra voces!

  • Para mim isso é autenticidade, e a tal reciprocidade é fundamental para eu poder me relacionar com alguém. Gosto de comer pouco em festas e de beber moderadamente 🙂 Beijocas.

  • Temos muita coisa em comum mesmo Fer. Sõ que ultimamente eu vou as festas e como. Cada dia tenho menos vontade de falar.
    Mas isso passa!
    Me manda a receita da sopa de batata doce com curry: Acho q perdi e quero coloca-la ” Na cozinha da Gi” ehehehe
    Beijao

Deixe uma resposta para Flavia Cintra Cancelar resposta

o passado não condena