e qual é a cor da breguice?

*

Que coisa mais cafonona a história das pulseirinhas contada pela Marina:
“A garota usa duas pulseiras de plástico, uma cor-de-rosa e outra amarela. São manifestações americanas politicamente-corretas, que já saíram da moda faz tempo; Bush tb usou. Custava um dólar nos Estados Unidos, aqui custa uma baba mas ninguém tem coragem de dizer que gastou tanto por uma pulseirinha que fica charmosa no pulso e dá idéia de cidadania. “Um amigo que trouxe de lá”, é o que mais se ouve.”
As pulseirinhas, amarela do Lance Armstrong ou rosa, arrecadam fundos para pesquisas contra o câncer. Custam um dólar, não estão fora de moda nem pararam de ser vendidas. Mas daí a virar símbolo de status já são outros quinhentos…

  • Share on:
Previous
makeover mania
Next
resumindo
  • Herbert, so que a corda colorida pescoçal nao vai custar só um dóla, porque pra combater a cafonice galopante, precisaremos de muita burfa!! 🙂
    Guto, eh realmente o FIM DA PICADA se falsificar e vender no camelô uma coisa que foi feita pra custar um dolar e arrecadar dinheiro pras pesquisas contra o cancer. Meudeusdoceu, a humanidade ja esta fedendo de podre…. 🙁
    Zé, voce esta certo. Inves de pagar uma nota por uma pulseirinha que nao significa nada pra eles [e que esta pagando realmente o revendedor das cujas e nao esta revertendo pra nenhuma pesquisa], porque esse pesssoal nao vai fazer um voluntariado? Ajudar o proximo DE VERDADE so acumula carma positivo.
    Leila, pois eh, era o que eu pensava, porque so tinha visto a pulseira no pulso de gente politizada, que corre a maratona do cancer, que nada, que esta envolvido com causas sociais. Nao sabia que tinha gente revendendo as pulseiras por uma note e tirando lucro da idiotice alheia e desmotivando a campanha.
    Angelica, acho que voce esta do lado do bem continuando purfa!
    BeijaOOO!

  • Aqui em Sacramento, as únicas pessoas que vi usando essas pulseiras eram uma vítima de câncer, e dois ciclistas (como a campanha foi lançada por Lance Armstrong, a pulseira vende muito nas lojas especializadas em bicicletas). Bem, acho que nem todos usam a pulseira como chinfra, mas também para divulgar a campanha para ajudar a pesquisa contra o câncer, promover “awareness”. Usar por pura moda é de uma pobreza de espírito total.

  • Isso é muito estranho mesmo, ontem a noite estive na Cobal do Leblon pra comer uma pizza, ao olhar algumas mesas ao lado e até a propria minha, deparei com varios “teenagers” usando a famosa pulserinha amarela.
    No momento fiquei pensando:
    será que esses garotos(as) conhecem o feito do Lance Armstrong?
    seria mais bonito da parte deles um dia visitar o hospital do cancer na praçça da cruz vermelha, e ver como um hospital do governo funciona bem por incrivel que pareça. e se possivel contribuir com uma doação de sangue ou plaquetas.
    abs

  • Poisé Fer, li outro dia no jornal, que nos camelôs na 25 de março e em Copacabana, eles vendem essas pulseirinhas falsificadas. A campanha é a favor de quem? Nem do camelô é, só ganha o sacana que as pirateia. Mas o ‘povo chic’ compra porque acha que vai abafar. É triste! Beijos,

  • Para o mês que vem está programado lançamento de uma corda a ser usada no pescoço de variadas cores a fim de angariar fundos para o combate à cafonice. Fiquem ligados. E parabens pelos microcontos. Mil Portas existem.

  • Adriana, o problema eh sempre a avacalhacao. O cara faz uma campanha legal e logo vem os oportunistas pegar carona pra tirar lucro. Isso esta parecendo as pulseirinhas budistas, lembra? Viraram uma carne-de-vaca daquelas…..
    Gianni, a decadencia chega para todos. Alice Cooper anda fazendo comercial de papelaria. Eh o fim…
    Naty, eu ainda nao vi essas pulseirinhas coloridas. So vejo a amarela, geralmente no pulso do pessoal que nada comigo.
    Luciana, oooopsz, mancada! A rosa eh de campanha do cancer, mas nao eh do Lance.
    beijossss!

  • A pulseira do Lance armstrong ‘e amarela e só. Qualqeur outra cor não é dele e mesmoq ue seja amrela tem que olhar bem pq estão fazendo umas flasificações otchemas por ai.
    Ah, a escola da minha filha também dá uma pra cda criança cuja mae, pra nào ver o filho resmungnado em casa, paga uma grana pra criança ir num passeio qualquer desses. E, claro, toda crianca quer ter a porcariazinha igual a do amigo, enche os pais, os pais pagam e assim elas podem mostrar pra outra crianca qto elas são legais e o ciclo continua.
    Ai.
    bjs

  • Fer,
    Eu tambem gostava da campanha do Lance, inclusive um colega meu comprou 200 pra dar de “lembrancinha” no casamento dele em memoria ao pai dele que faleceu com o cancer. Hoje na aula eu reparei essa menina com umas 5 pulseirinhas. Verde, roxa, vermelha, colorida e marrom. Que absurdo!! Virou palhacada ja!!

  • Sinceramente Fernanda, eu gostaria que as pessoas vissem menos showbusiness e se informassem mais… tanto aqui, quanto aí no estaduzunidos. Talvez eles devessem ouvir mais Alice Cooper setentista… eu acho. A Terra tem 4 bilhões de anos; nós so vivemos o quê? uns 100? será que precisa mesmo de tanto status, tanta bugiganga?

  • Gosto da campanha do Lance, mas o problema é que as pulseirinhas já não têm mais o significado visual que tinham há um ano, ano e meio atrás. Esses dias vi no Walgreens um baldinho com pulseirinhas como aquela de tudo quanto é cor, com dizeres como “Love”, “WWJD”, “Best Friends” e afins.
    Agora, usar por status é tristeza, hein!?

Deixe uma resposta para cristiane araujo Cancelar resposta

o passado não condena