what’ll I do?

*

Somente no verão, ou quase lá, para acontecer de eu ir dormir tão cedo. Às nove meus olhos já estavam pingando. Resisti. Capotei às nove e trinta e oito… zZzzz….
Tenho certeza que vivo numa bolha quando faço coisas como mergulhar de cabeça numa caixa de cds de hits dos anos vinte. Estou simplesmente encantada, what’ll i do? É mais forte do que eu. Americanos me olham com curiosidade quando eu desfio pra eles a lista de bluesman que gosto. São todos dos anos vinte, trinta e quarenta. Gosto de música antiga de cinema, de jazz antigo… Sou a versão feminina do Seymour de Ghost World!
Essa é a época do ano em que a cidade esvazia. Aulas terminam, todo mundo de passagem nas mãos, muitas idas e voltas do aeroporto, despedidas, começa a temporada de viagens. Onde está o fulano? Na Europa. E a sicrana? No Brasil. E a beltrana com a família? No Havaí. E você, não vai viajar? Não sei… ainda!

  • Share on:
Previous
juntinho
Next
sour
  • Querida Cath, voce eh no minimo, o maximo!!
    Gorete, nao vou para o Brasil… Mas qta sujeira, hein?
    Carlos, vou la ler. Eu nao ouco criticas assim diretas, mas percebo um ressentimento velado. Mas o que fazer??
    beijos!

  • Fernanda, só não viaje pro Brasil agora pq a lama aqui está dando no meio da canela, por conta de um bando políticos corruptos fdp. Ainda estão jogando a m… no ventilador; pelo jeito a coisa não vai parar tão cedo. E ainda não é nem a CPI; estamos no primeiro estágio da comissão de ética. Onde essa falta de vergonha vai parar, quem souber, morre. Vai ter depressão, se vier. Hehe Bjs

  • Fer, confesso que fiquei muito encantada com o Seymour. Entender de jazz antigo eh so para pessoas muito chiques. Um dia eu chego la! (Sera?)
    (E frequentar igrejas de negros para ouvir musica tambem eh algo refinadissimo – que o pastor la nao me ouca…)
    Voce anda fazendo grafite?
    Ah, e ainda quero ver fotos da sua cozinha, com a cozinheira em atividade!
    E uma foto do Urso com a Magali – a “outra”.
    Bom, vim aqui para mandar um beijao, para dizer que ando com saudades e nao me esqueco de voce – mesmo porque ninguem esquece alguem com quem gostaria de se parecer.

Deixe uma resposta para Gorete Cancelar resposta

o passado não condena