sexta é um dia rosa

*

Saí apenas por um momentinho para um pipi break e quando voltei a porta da sala não abria. Fiquei trancada pra fora, na situação mais patética que alguém pode involuntáriamente se enfiar. Bati na porta, nada. Bati de novo, nada. Alguém apareceu no corredor e eu confessei com a cara mais tonta do mundo, estou trancada pra fora e não tenho a chave, sou nova trabalhando aqui no Publications. Ele me mandou ir ao terceiro andar, onde encontrei a simpática mso de sobrancelhas eriçadas, que desceu comigo e abriu a famigerada porta. Esses são causos comuns do meu dia-a-dia. Minha vida não poderia ser mais pacata, mas garanto que não sofro de tédio.

  • Share on:
Previous
pergunta besta que me atormenta
Next
sweet&sour

Deixe uma resposta para Fernanda Cancelar resposta

o passado não condena