conclusão

*

Quando você vê um dos seus convidados vestindo um casaco durante a festa, esse é o sinal de alerta que diz que está mais do que na hora de ligar o aquecimento da casa. Estou com as mãos geladas, os gatos estão com as orelhas geladas e fui informada por um sorriso roxo que o fogo na lareira ajudou mas não resolveu. É isso!
Apenas uma noite dormindo fora de casa e já volto sedenta do meu lugar. Eu adoro a minha casa! É muito bom dormir na minha cama, tomar banho no meu banheiro, sentar no meu sofá, rever os meus gatos, comer o meu panetone.
E gatos são assim, uns tão metidos, ronronando para pessoas que nem gostam deles, esticando as patas e querendo participar da conversa, mesmo não sendo bem-vindos nem queridos. Outros, uns lordes, que ficam te olhando com uma cara de desprezo, porque você está invadindo o território sagrado deles e não é nem um pouco bem-vinda, mesmo estando ali para encher os potes vazios de comida.
Felizmente não estou tendo que lidar com restos de banquete de Thanksgiving!

  • Share on:
Previous
i’m so very thankful!
Next
os caras de pau
  • Como a familia do Alan é gigante, cada um arrumou alguma coisa no fim da noite do Thanksgiving e o resto de comida também, cada um levou um pouco pra casa. Enfim, deixamos a casa da sogra nos trinques.
    Eu também adoro voltar pra casa, por mais que tenha passado um fim de semana em um hotel legal.
    E que frio + chuva que chegou heim? Ainda não estou preparada psicologicamente para o Invernão. Se já estou reclamando dessas madrugadas friorentas, imagina daqui 1 mês? Ai ai ai…
    Mil beijos

  • Fer, eu também volto sedenta do meu lugar. Não vejo a hora de chegar em casa, ver meus bichinhos, minhas coisas, meu sofá, minha cama, minha casa… É tão bom voltar, né?

Deixe uma resposta para Solange A. Cancelar resposta

o passado não condena