uma janela aberta

*
uma janela aberta

  • Share on:
Previous
tremedeira
Next
irrecusável!
  • Ingrid tem toda, absoluta razão. Indeed!
    E, se me permite, eu acrecentaria a essa ludicidade, uma forma própria, artística de ver e expressar o mundo.
    Eu, se morasse aí perto, iria batalhar para ver uma expo, um exhibit dessas fotos maravilhosas.
    Mas, o que eu falo, nunca é levado a sério.. Humpft!
    Essa foto é tão singular e permite tantas leituras que fiquei “horas” vendo e admirando.
    In a word: simply astonishing!
    Ops, esta é a bloody Meg;-) até pra dizer uma palavra te que dizer duas.
    Oh mai gudiness!
    😉
    Muitos beijus! and think about, OK?
    (É você e a Luísa Cortesão)

Deixe uma resposta para Flá Cancelar resposta

o passado não condena