nem preto, nem branco

*

Eu ando um tanto irritada com patrulhas que dividem tudo em preto e branco e que não admitem a possibilidade de inúmeros tons de cinza. Me dá nos nervos as rotulações, como se só existissem duas maneiras de ser e pensar, nada intermediário, nenhuma nuance. Estou cansada das ditaduras das idéias, se você não pensa assim é porque pensa assado, se não é cozido com certeza é refogado. E quem é que pode dizer o que ou quem está certo ou errado? Nem Salomão, meus caros, nem Salomão.

  • Share on:
Previous
pedalando
Next
Mondavi é o centro para as artes

Deixe uma resposta para Ana Maria Cancelar resposta

o passado não condena