take notes

*

Os dias vão indo mais ou menos assim: trabalho, trabalho, trabalho, um fora aqui, outro ali, o que me deixa razoavelmente preocupada [tenho um belo e pesado saturnao no ascendente caprica!], mas ninguém parece pensar que é o final do mundo. Ontem ouvi um conselho – fique calma, nada disso aqui abala as estruturas do planeta. Mas às vezes me sinto como se estivesse na beirinha de uma piscina olhando fixamente para a água, refletindo sobre as condições de temperatura e possibilidades de flutuar ou afundar, e vem alguém e me empurra bruscamente, não me oferecendo a opção de fechar o nariz com as pontas dos dedos ou mesmo dar uma respirada extra. É vai ou vai, e eu vou!

  • Share on:
Previous
the night of the hunter
Next
aah, paraíso!!

Deixe uma resposta para Ana Maria Cancelar resposta

o passado não condena