preste atenção, e não se engane

*

Ela passaria facílmente por uma americana blue collar de seriado de televisão. Nome e sobrenome americano. Visual perua de Peggy Bundy: roupas coloridas, cabelão, sandália de salto alto decorada com strass, unhas longas pintadas de amarelo, moleton de time de baseball. Maior atitude, falando alguns palavrões e contando detalhes da vida íntima para os colegas de trabalho e pegando no pé de um e de outro com piadinhas sem graça. Sempre segurando uma caneca de café. Mandando e-mail pra todo mundo com a foto do sofazão cafona reclinável que ela comprou, e comentando quanto pagou. Falando sempre bem alto e prometendo pagar um jantar para todos se ela não estiver com um “six-pack” abs até julho. Ninguém duvidaria da nacionalidade dela, se ela não tivesse um sotaque pesadíssimo que denunciasse que ela é uma imigrante japonesa!

  • Share on:
Previous
muita coisa pra dizer
Next
nós na chuva
  • Oi, querida, nem voltei a falar com você depois que a contactei para pedir-lhe que telefonasse à Meg em Belém.
    Voltei agora para reencetar nosso contato Gosto tanto do que você escreve! Pena que estou lutando com meu velho seriamente doente e tenho estado em falta com todo mundo.
    Vc e Meg agora estão como gostam, envolvidas em festa de Oscar, não é? Que vocês curtam da melhor maneira possível que eu lerei sempre que puder as impressões de vocês. E qdo puder,também darei um jeito de ver todos esses filmes que devem ser soberbos.
    Beijinhos em penca.

Deixe uma resposta para Mina Cancelar resposta

o passado não condena