umassuntoatrásdooutro

*

Veio a chuva e o frio pra deixar o dia bem triste e cinza, e combinar com o banzo que dá na gente quando uma visita de família vai embora. Caminhando pela milhonésima vez pela Golden Gate, com aquele vento gelado zunindo e fazendo doer os ouvidos, senti o quanto é forte o meu medo de altura. Pedi encarecidamente, vamos embora daqui! O rei das perguntinhas tolas fez a pergunta errada para um chinês mal humorado. Eu não deveria, mas chorei de rir, porque escuto essas perguntas há anos e sou sempre criticada quando dou respostas atravessadas. Estou fazendo um “plant sitting” nesta semana, cuidando do vaso do meu colega que saiu de férias. A rega é de água filtrada. Uma família de esquilos mudou-se para o jardim que rodeia o meu escritório. Levo sustos com eles, que pulam rapidamente entre árvores e arbustos. Estão sempre naquele croccroc eterno, comendo tudo que encontram pela frente. As máscaras dos posudos caem mais fácil do que se poderia imaginar. Fiquei super animada com uma proposta da minha nora de reservar um dia e juntar amigas que gostam de costura, tricot, beading, e terminar juntas aqueles projetos começados e nunca terminados. Só eu tenho um monte deles acumulados. Estou na espera do caminhão marrom. Histórias pra contar não faltam, o problema é o tempo, e a vontade.

  • Share on:
Previous
livros que não vou ler
Next
tem uma fonte
  • Aqui também o tempo està cinzento e chuvoso. E meu bordado de ponto de cruz dentro de uma caixa de sapatos, me esperando. Queria muito ter umas amigas poraqui pra programar um projeto desses. Meus projetos nunca terminam. Ô fer, você nao faz mais aqueles colares, nao? Nunca mais você falou deles.
    Bjs
    Tt

  • Fer, aqui também está um frio danado e com chuva, mas de uma certa forma isso é previsível, afinal estamos quase em junho (mês das festas juninas, ai que delícia!). Eu acho os esquilos as coisinhas mais fofas do mundo, mas aqui é tão difícil ver algum. Eu fiquei só imaginando as carinhas deles.
    E quanto à esse encontro que vocês estão programando, uma vez marcamos um para fazer umas bolsinhas, almofadas, etc. Bom, mais comemos e fofocamos que qualquer outra coisa, mas foi super divertido!
    Beijos

Deixe uma resposta para Yara Cancelar resposta

o passado não condena