blinblon!

*

Eu a conheci quando me recomendaram para ajudá-la numa história fantástica de compaixão e altruísmo. Ela é uma pessoa muito fofa, que adora o Brasil e os brasileiros, porém tem o péssimo hábito de aparecer na sua casa sem avisar ou ser convidada. E o faz sempre nos momentos mais impróprios, geralmente na hora das refeições. Toda vez que a campainha toca em horas inoportunas, pode apostar que é ela! Outro dia foi no meio do nosso jantar. Abrimos a porta com sorrisos verde de brócoli e amarelo de incomodo, e a convidamos polidamente para nos acompanhar. Ela aceitou…Colocamos então mais um lugar à mesa e terminamos o nosso jantar tentando nos mostrar simpáticos. Mas ontem ouvi o blinblon da campainha quando estava na minha preciosa horinha de almoço. Quase não acreditei ser possível, mas era ela, bem visível pela janelinha da porta. Poucas vezes na minha vida eu tive que ser extremamente seca e direto ao ponto – estou na minha hora de almoço! Ela ainda entrou e puxou um papinho, mas eu não estava no humor. Felizmente ela entendeu e se despediu com um abraço. Ela é uma graça de pessoa, mas um tantinho inadequada nessas questões sociais.

  • Share on:
Previous
amarelo
Next
zero
  • Fer, lembrei deste post ontem. Tenho uma amiga tricoteira que eu gosto muito mas a mulher não tem simancol mesmo e eu não sei como fazer. Ela aparece nas horas mais impróprias e quando resolve aparecer pra tricotar são todos os dias e na hora do almoço ou quando estou no meio da faxina……… menina, que sufoco!!! E, ainda de quebra ela está trazendo o filhinho de 09 anos que faz aquela bagunça… SOCORRO!!!! Um beijão, ;D

  • Fê,
    A melhor coisa nestas horas é fazer mesmo o que você fez. Endurecer. Definir limites. Conversar na porta, não convidar para entrar, muito menos para comer. E o comentário da Mina está repleto de sabedoria, pode ser só falta de simancol, mas há imensas chances de ser alguém carente achando que encontrou um ninho. Beijo.

  • A minha mãe coloca uma vassoura atrás da porta,voltada ao contrário,com o cabo no chão.Diz que assim, as visitas se vão embora.Acho graça.

  • É uma pessoa gringuinha e de até uns 35 anos que mora sozinha ou com roomate? Aqui em niuiorque já percebi que, se vc convida alguém pra almoçar ou jantar, depois bota um filme no CDplayer e coisa e tal. A dita-cuja acha que recuperou o calor familiar na vida e NUNCA MAIS vai embora. Torna-se urgente dizer na xinxa: “Vou dormir e não gostaria de montar o sofá-cama….”.

Deixe uma resposta para kuka Cancelar resposta

o passado não condena