Rebecca

*

Por alguns meses andei me sentindo como a personagem do filme de Hitchcok, a moça simples e tímida casada com o viúvo da mulher inesquecível. No filme, descobrimos chocados que Rebecca não era a mulher maravilhosa que parecia ser. Espero um dia descobrir isso sobre a Kathy.
Até agora a impressão que eu tive da Kathy é a de uma pessoa super confiante, competente, cheia de contatos, uma mulher de carreira. Na metade das vezes que respondo ao telefone tocando no meu desk, é alguém procurando por ela. Toda vez que alguém me ensina algo novo, ouço o nome dela ser mencionado – Kathy costumava fazer isso assim. Este era o jeito que a Kathy fazia. Nunca perguntei onde está Kathy, pra onde ela foi e por que ela deixou a posição dela aqui neste projeto, onde fui contratada para substituí-la. Sou a segunda Mrs. de Winter, a que veio depois, que preencheu o espaço vazio deixado por Rebecca.
Hoje saí da minha probation de seis meses e fui oficializada na posição que ocupo desde inicio de janeiro. Já troquei o nome da Kathy pelo meu em todas as guidelines, já anunciei que ela não trabalha mais aqui para dezenas de vozes anônimas que digitam o meu número buscando por ela. Estou limpando o código sujo e pesado que ela deixou pra trás. Me mudei definitivamente e com certeza logo vou fazer com que todos se esqueçam de Rebecca, ops – como era o nome dela mesmo? Ah, Kathy!

  • Share on:
Previous
saí deste post, pois ele não te pertence
Next
I could have been a contender!
  • Ha ha ha, genial a comparação com Rebecca… Mas com o tempo, as pessoas irão se esquecendo da Kathy. E empregados antigos de outros departamentos que lidavam com Kathy irão embora, e cada vez mais você será a referência principal. Além disso, você tem outros talentos diferentes que a Kathy não tinha, e será muito apreciada por isso. 🙂

deixe um comentário

o passado não condena