Bom dia!

*

Eu não me importo de acordar cedo no final de semana. O dia fica mais longo, dá pra fazer mais coisas. Saio da cama e vou ao banheiro acmpanhada de dois gatos, um ronronando exageradamente e o outro fazendo estripulias, dando pinotes e botes. Preparo meu café com leite, croissant com geléia, dou comida para os esfomeados. Abro o mailbox e tem mensagem do Moa. Ôba! Abro as janelas e sinto o ar gelado entrando, uma coisa refrigerante. Enquanto tomo o meu café ouço e vejo, entre os ramos das roseiras, o movimento na minha rua. O vizinho saindo com as crianças, uma chora, ele diz chega, vamos nos atrasar. O movimento é de gente indo e vindo do Arboretum. Pessoas caminhando, com cachorros, com fones de ouvido, ouço os passinhos. Também bicicletas, lá no fundo passa o trem de passageiros indo para San Francisco. Minha rua é fechada, num círculo, não é uma rua comum, nem movimentada. Mas eu gosto de olhar o que acontece lá fora, de sentir o ar gelado da manhã, apartar o Roux perseguindo o Misty, ler mensagens de gente querida no meu inbox, pensar e planejar o meu dia, que mal começou, mas com certeza vai ser bem animado e ocupado.

  • Share on:
Previous
tome jeito, menina!
Next
quem não pode se sacode
  • domingo. acordei a pouco tempo e vim te ler. post filminho q adorei. quando vc abriu a janela senti o ar fresquinho daqui…legal ver o mundo com os olhos “emprestados” do outro. bom domingo fer!!! beijo. 😉

  • Seu post foi a primeira coisa que li nesta manhã de domingo, bem cedinho. Tb acordo cedo nos finais de semana, gosto de sentir a manhã silenciosa e com mais tempo pra mim.
    Beijo grande, Fer!

  • Delícia! Deu pra sentir no rosto o ar gelado… inveja frente ao nosso inverno maluco de 30 graus. Estava receoso de perguntar sobre o muso do Voltameg. Se ele está perseguindo ou sendo, sinal que está bem. Bom fim de semana pra vc.

Deixe uma resposta para Márcia Cancelar resposta

o passado não condena