tic tac

*

As horas não passam e eu só pensando no que vou fazer à noite. Chove gelado e eu tinha deixado por sorte o guarda-chuva pendurado no cabide da porta. Caminhei, olhando pros sapatos molhados e segurando o cabo do guarda-chuva com as duas mãos enfiadas nas luvas macias. Ironia foi levantar a cabeça e ver a estampa de floresta tropical na altura dos meus olhos. Não reclamo, porque tenho certeza que estou no meu lugar, na minha hora, fazendo o que me agrada. Hoje é o dia mais curto do ano. Mas não parece. O dia está interminável e eu só pensando no que vou fazer à noite.

  • Share on:
Previous
duas semanas
Next
Feliz!

Deixe uma resposta para Almir Moraes Cancelar resposta

o passado não condena