life is very short, and there’s no time for fussing and fighting, my friends

*
lifeshort1.jpg
lifeshort2.jpg

Do fundo do meu coração—muito obrigada à todos que deixaram recados aqui ou pelo dia de ontem! Não vou conseguir achar as palavras certas pra descrever a alegria e o conforto que cada palavra escrita me proporcionou. Sempre quis fazer um texto especial agradecendo à todas as pessoas que vêem aqui, as que comentam, as que não comentam, mas que fazem meus textos e minhas fotos terem importância. Cada comentário recebido ontem chegava como uma gota de mel pra adoçar o dia amargo, nublado, triste. Felizmente fizemos uma comemoração no domingo, pois o dia primeiro de outubro não foi nem um pouco comemorativo. Minha sogra morreu no dia do meu aniversário. Passei o dia chateada e estressada, falando com pessoas da família e com o meu marido, que estava no sul da Califórnia. Ele está indo para Campinas hoje. A vida é curta meus amigos. Vamos aproveitá-la bem.

  • Share on:
Previous
dia de soprar [muitas] velinhas
Next
o amigo americano
  • oi, Fe… que chato… Uma amiga de infância também morreu dia primeiro num acidente de carro na Nyemier… droga!
    Meu aniversário também não foi dos mais animados…
    beijos procês

  • apetecia-me brincar e dizer ” ai só mesmo sogra para morrer no dia do nosso aniversário!” porque tenho este hábito estupido de tentar ver o absurdo das coisas quando as coisas fazem sofrer. Tipo criticar o ângulo da filmagem quando a cena do filme nos quer fazer chorar. Foram duas celebrações do ciclo da vida no mesmo dia. O final de um e a continuação de outro. E se um terminou, o outro vai continuar assim a dar alegria com a partilha deste dia-a-dia e acumulação de gordura nas cochas graças ás malvadas das receitas de “lá”!
    Beijos

  • Fer querida eu sinto muito pela sua sogra.
    É clichê mas a vida é isso mesmo nascimentos e mortes. A renovação natural da humanidade.
    Infelizmente nós, ocidentais, não somos criados para sabermos lidar com a morte.
    A saudade sempre existirá mas as lembranças é o que de mais precioso os que partiram nos deixaram e elas devem ser reverenciadas.
    Beijos

  • Oi, Fer,
    Lembrei do seu aniversário, mas acabei deixando de te escrever. Hoje, passando por aqui, vi a notícia. Muito triste…
    Recebe meu beijo de conforto e carinho, com desejo de dias mais felizes.

Deixe uma resposta para Debora Bottcher Cancelar resposta

o passado não condena