muito bom mesmo assim

*

No meu sonho ele era um branquelo decrépito e cínico acompanhado de uma ninfeta, dirigindo um carro importado e usando um celular que parecia uma gadget saída de algum armário empoeirado do museu do Jornada nas Estrelas. Mas mesmo assim foi excitante, pois ele entrou na nossa casa, sentou-se à nossa mesa, viu tevê na sala, tomou um inocente banho coletivo no chuveiro, quase não reclamou e me chamou de darling. Darling!

  • Share on:
Previous
na agência de viagem
Next
bebemos vinho

Deixe uma resposta para Me Cancelar resposta

o passado não condena