short stories

*

Era uma vez um rapaz inteligente, atlético, charmoso e esforçado, que tinha sardas e cabelo ruivo. Ele nadava, jogava futebol, basquete e vôlei, tirava notas altas em matemática e nunca repetiu de ano. Consertava o ferro elétrico da mãe, era gentil com as garotas e tinha um apelido bonitinho dado a ele pela turma. Fez vestibular e foi estudar engenharia agrícola, usava botina, calça jeans com camiseta e mantinha o cabelo comprido. Era exímio no jogo do truco, sabia fazer vinho quente e dançar forró.
Num belo dia o rapaz ruivo foi a uma festa e conheceu a menina bem magrela de cabelo bem curto e vestido bem longo. Ela não bebeu cerveja, mas falou pelos cotovelos. Ela era alta e tinha um jeitão desengonçado. O rapaz ficou a festa toda conversando com ela, que disse que fazia terapia, comia macrô e estudava psicologia. Ela não fazia parte da turma e contou um monte de histórias engraçadas e interessantes, que ele escutou feliz. Daquele dia em diante tudo mudou. Ele agora tinha uma namorada.
Os namorados namoraram rapidamente, casaram-se, tiveram um filhinho quase ruivinho que adorava desenhar e viveram felizes. Até agora para sempre.

  • Share on:
Previous
casa de banho
Next
brincos

Deixe uma resposta para Leila Cancelar resposta

o passado não condena