❖ privacidade ❖

*

Comecei a nadar numa piscina olimpica “vintage” em Woodland, onde o swim team da cidade treina. A piscina é enorme, super funda, mas dá pra ver que os dias de glória daquele lugar ficaram para trás há muitas décadas. Tudo é bem simples, mas tem o que eu preciso e o que eu queria—nadar livre, sem encheção de treinador te dando ordens, nem gente competitiva metida à atleta te dando pernada e jogando água na sua cara. Nado qualquer dia, nos horários de lap swimming, que são super convenientes pra mim, depois do trabalho. Nado sozinha, numa raia enorme, ouvindo o chuá e tralalá das crianças que treinam do outro lado da piscina no mesmo horário.
E são muitas crianças, de idades variadas. Divido o vestiário com as meninas e está sendo uma experiência bem diferente da que eu tinha dividindo o chuveiro com mulheres adultas. Enquanto a mulherada não se incomodava de abaixar pra pegar o sabonete deixando até as entranhas expostas ou ficar raspando a virilha com a gilete de perna aberta, as meninas são de uma timidez e recato comoventes. As gurizinhas são fofíssimas e pra poder se trocar se enrolam na toalha, fazem quase uma cabaninha viradas pra parede, numa manobra incrível de malabarismo pudico. Me identifiquei pacas com elas!
Outro dia estava me trocando às pressas, enrolada na toalha e virada pra parede dividindo o espaço com duas delas, que me encaravam muito enquanto conversavam. Uma delas nem disfarçava. E eu super constrangida, tentando vestir a roupa com o corpo ainda meio molhado, enquanto elas me olhavam e conversavam entre si, no bate-papinho mais engraçado do mundo. Até que uma delas pronunciou bem alto—I like privacy when I change!
Ri com a boca e os olhos espremidos em silêncio, e em pensamento concordei mil por cento, dando toda razão pra ela, pois eu também gosto de ter privacidade pra me trocar!

  • Share on:
Previous
menos dois
Next
sky
  • Me lembrei da minha primeira experiência de um banho coletivo no Japão, num dos centros de banhos públicos ou estâncias de águas termais, onde a nudez é obrigatória. E super natural.

  • Nega, também me identifico mil por cento quanto a esse quesito! É bem chato ter que se trocar na frente dos outros… que bom que você achou a piscina e os horários dos seus sonhos pra sua natação, saiu ganhando!!! Beijos, Lu

Deixe uma resposta para Lilian Cancelar resposta

o passado não condena