vamú de retro!

*

Esta semana foi inaugurada com um acontecimento que me chateou muito e que ainda não se encerrou. A partir daí deu-se início a uma sequência de dias bestas, daqueles que gostaríamos de apagar da memória da nossa existência. Podemos classificá-los como dias de trânsito astral ruim, retrógado, pesado. São dias que ficaram infectados, dias mofados, purulentos, cascudos, fétidos. Nesses dias não há muito o que fazer, pois nada dá certo, por mais que você se concentre e se esforce. Eles atraem dores, acidentes, esperas inúteis, irritação, choradeira, decisões emocionais, precipitações, preocupação, tristeza, temor, desânimo, raios e trovoadas. Sabemos que dias assim com certeza passarão. Manter-se firme durante o trajeto é que não é fácil.

  • Share on:
Previous
Não vira, se revira
Next
recadinho
  • Coragem para nos, queridoca! E eu sei que tudo isso passa. Mas, é claro, quando as coisas estao assim, o tempo parece que nao passa.
    A procura de emprego vai indo bem, tenhos varias proposiçoes, nao sei mais o que escolher :o) mas as férias vem ai e eu vou poder refletir melhor. O que é bom e indispensàvel pra minha sobrevivência é que eu và trabalhar em outro lugar.
    Fer, te desejo uma sequência de coisas boas pra os dias que virao.
    Beijocas, queridoca!
    t.

  • mas que coisa, esse post podia ter sido escrito por mim…sem mexer numa vírgula sequer!
    quando a gente está no meio do redemoinho saber que vai passar não ajuda muito, não é?
    que você consiga manter-se o mais firme possível durante o trajeto!! é isso o que tenho pedido pra mim mesma!
    boa sorte!
    beijo,

  • Fernanda.
    No final tudo sempre dá certo….e se ainda não deu certo é porque ainda não chegou no final….
    Tenha um bom final de semana,
    Patrícia

  • Não tive como não rir do “cascudo” e lembrar que os meus às vezes são assim também, bleargh :o) Força na peruca e no esfregão, que as cascas vão embora e uma nova semana brilhante e cheirosa vai começar :o)

  • Oi querida,
    o bom é que o mundinho interno sabe ser maravilhoso! E élá que me refugio em dias baixo astral assim…
    Beijo grande, bom fim de semana.

Deixe uma resposta para Letícia Cancelar resposta

o passado não condena