The laughing gas experience

*

Me colocaram uma máscara de borracha branca e rosa, que parecia um nariz de porquinho cheirando a chiclete de tutti-fruit, e me instruiram a inspirar e expirar pelo nariz. Assim, mesmo com as mãos crispadas, fui esquecendo o motivo de estar ali. E dei um passeio pelas brumas, ouvindo e respondendo perguntas. Foi tudo muito rápido, embora na verdade não tenha sido.

  • Share on:
Previous
um balaio com gato
Next
trinta e cinco minutos

Deixe uma resposta para Lu Cancelar resposta

o passado não condena