i had a dentist appointment

*

“como respirar somente pelo nariz com a boca aberta”
Não importa o quão hipster, inteligente, bonita, rica, bem viajada, bem lida, perfumada com o aroma exótico mais inebriante, com os cabelos naturalmente cacheados e brilhantes, embrulhada elegantemente em roupas de seda e linho sem um único vinco. Sentada numa cadeira do dentista você é apenas um bocão aberto cheio de dentes com uma língua no meio.
Impossível descrever o quanto eu adoro a minha dentista. Não apenas porque ela é uma delicadeza de pessoa, com as assistentes mais queridas, que massageiam meus ombros e enxugam minhas lágrimas, mas principalmente porque ela agora é licenciada para administrar drogas relaxantes e usar óxido nitroso, o gás hilariante. Quando fiquei sabendo, me manifestei entusiasmadamente: eu quero!
Então pra qualquer tratamento que eu preciso fazer já ficou estabelecido que vou receber o gás do riso. No dia fatídico, deito na cadeira, com um cobertor nas pernas, a assistente bacana massageando meu ombro e dizendo—you’re doing great, e com o tubo de nitro bem encaixado no meu nariz. Inspira, expira, inspira, expira. Não é N2O o tempo todo, a maquininha vai alternando com O2, mas só assim eu consigo descruzar as pernas e relaxar as mãos, que ficam normalmente crispadas quando estou numa cadeira de dentista. Por 45 patacas extras, o gás hilariante vale cada centavo de cada fungada. Já que vou ser reduzida a apenas um bocão aberto cheio de dentes com uma língua no meio, com o gás pelo menos serei um bocão feliz. Lálará!

tres-estrelas_S.jpg tres-estrelas_S.jpg tres-estrelas_S.jpg
  • Share on:
Previous
[a dar ouvidos]
Next
trench-coat days
  • Rs.. eu estava procurando sobre limão no google, acabei encontrando seu site do chucrute com salsicha e fiquei admirada com suas receitas.. achei a princípio que você era chefe de cozinha pois são receitas diferentes.. bom, vim apenas parabenizá-la.

  • Fernanda,adoro seus blogs!!!!
    Você escreve lindamente, até sobre tratamento dentário!
    Amei!!!!!
    Beijos

  • Olha… o gás do riso é a melhor parte que eu lembro quando eu dei a luz ao meu filho!! ahahha… eu ria durante as contrações!!!! 😉

Deixe uma resposta para Karla Cancelar resposta

o passado não condena