Gerald & Sara

*

The MurphysEstou lendo dois livros sobre um casal que nasceu, viveu e morreu rico e nunca precisou trabalhar. Os dois viajaram muito, tiveram todas as casas do jeito que queriam, reformavam e decoravam antes de mudar, nos lugares, cidades e países que quiseram morar, lançaram modas de vanguarda, deram jantares deliciosos, recepcionaram muitos amigos—que não eram qualquer amigos, mas sim Cole Porter, Pablo Picasso, Scott e Zelda Fitzgerald, Ernest Hemingway, John Dos Passos, Fernand Léger, Jean Cocteau, Dorothy Parker. E despertaram muita admiração, inveja e paixão. Dizem que ela teve um caso com Picasso e que Fitzgerald era fascinado por ela. E ele, um verdadeiro dandy, sempre o mais elegante, o mais generoso, o mais articulado. Não é um livro de ficção, nem roteiro de filme do Woody Allen. Essas pessoas existiram mesmo e eu estou gastando meu precioso tempo lendo sobre a vida delas. Criaturas invejáveis, etéreas, lindas, ricas e que nunca precisaram fazer compras no mercado, lavar roupa ou acordar às 6 am e preparar a marmita do almoço.

  • Share on:
Previous
mais um piu
Next
os destaques da semana
  • Fiquei curiosa também…
    R: Solange, o livros são:
    Everybody Was So Young
    Gerald and Sara Murphy: A Lost Generation Love Story.
    By Amanda Vaill.
    Sara and Gerald: Villa America and After
    by Honoria Donnelly

Deixe uma resposta para Roberta Cancelar resposta

o passado não condena