one day at a time

*

Ontem completou um mês e tudo o que fiz durante o dia inteiro foi pensando nela. ❤️

Sem mencionar a quantidade enorme de coisas e assuntos acumulados que queria mostrar ou contar pra ela. Minha mãe.

Minha vida está muito estranha. O farmers market de Woodland começou dia 19 de maio e eu ainda não fui lá comprar tomates e outras delicias nenhuma vez.

Estávamos esperando pra entrar na piscina quando uma nuvem imensa do que parecia chuvisco de folhas minúsculas fez um redemoinho sobre as nossas cabeças. Eram abelhas. muitas abelhas. E revoaram todas juntas, num movimento de onda, numa altura segura. Fiquei muito agoniada e me preparei pra pular na água, mas a nuvem se virou e foi pra outro lado. Fiquei pensando o que foi aquilo e por que elas vieram assim, em nuvens, e vindas de onde.

Percebi dentro da piscina que meu maiô novo é cor de azul piscina, exatamente da cor da água onde estou nadando e imagino o salva-vidas lá no alto do posto me vendo nadar, braços e pernas, e uma cabeça.

Estávamos no Philz bebendo chá gelado sentados numa micro mesinha um de frente pro outro. eu estava falando sobre o livro que estou lendo e de repente ele faz uma daquelas caras engraçadas típicas dele.

Eu—o que foi?
Ele—é que você está muito bonita!

Meu marido! ❤️

  • Share on:
Previous
beloved

deixe um comentário

o passado não condena